Tipos (biótipos) de corpo

Tipos de Corpo – onde ajudam e quando atrapalham

Se alguma vez investigaste algo sobre consultoria de imagem, encontraste de certeza referências a vários “tipos de corpo”: Ampulheta, Cone, Pêra, Coluna… Esta forma de divisão dos corpos tem como objectivo ajudar na escolha das roupas segundo os seus efeitos.  

Aposto que tentaste logo perceber qual era o teu biótipo. 😉 Como correu?  Resultou bem ou ficaste mais confusa? 

Por exemplo: alguém que tenha ombros largos, deverá evitar tops com alças finas pois os ombros parecerão maiores. Quem tem as ancas estreitas pode criar a ilusão de umas maiores recorrendo a calças com pregas ou saias com volume e cores vivas.

 Ou seja, ao saberes que morfologia corporal é mais parecida com a tua, podes fazer as tuas escolhas consoante o que preferes disfarçar ou realçar. É bom.

Há 5 biótipos de corpo (sendo que cada corpo é um corpo e tem as suas particularidades!) mas para identificares o teu biótipo colocas-te em frente ao espelho sem roupa (ou pelo menos sem peças largas) e comparas a largura dos ombros com a das ancas:

Seja qual for o resultado que tenhas chegado, lembra-te que uma cintura bem marcada nos faz mais elegantes e femininas. E que quanto melhor for o corte da roupa, melhor ela assentará, seja qual for o teu biótipo.

 Eu, no entanto, recorro cada vez menos à identificação do biótipo por achar que as pessoas ficam sempre demasiado “presas” ao que é aconselhado usar e evitar…

 Apesar de ser uma ferramenta bastante útil, o facto de a pessoa saber se é “Cone” ou “Pêra” ou “Ampulheta” ao invés de simplificar a escolha das peças, deixa as pessoas mais stressadas por não encontrarem a peça exactamente igual à que lhes foi descrita. Por exemplo eu, com os ombros mais largos que a anca, não deveria usar casacos ou blusas com aplicações ou efeitos largos nos ombros. No entanto, encontrei um casaco lindíssimo cujo pormenor são os grandes ombros… Deveria colocar de lado uma peça que me faz feliz, bonita e sexy só porque o meu biótipo me diz que não o devo usar? Obviamente que não. Há outros truques que posso utilizar para ter a silhueta equilibrada e elegante sem desistir da peça que gosto.

 Pode ter ancas estreitas e adorá-las desta forma. Pode ter os ombros mais largos do que a anca e gostar deles assim e portanto certas “regras” não se aplicarão. Outro exemplo é querer realçar a barriga de grávida.

 É este, a meu ver, o maior mito sobre os biótipos corporais: a de que há peças reservadas a certos corpos. Dos maiores erros que se pode cometer.

Se eu quiser vou usar um casaco que me faz os ombros 3 vezes maiores que o que são na realidade e vou usá-lo com confiança. Se alguém me quiser tirar uma foto, posso sempre tirá-la de perfil 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *