O que fazer quando me sinto a ficar em baixo.

 

Todos temos os nossos ciclos.

Há alturas em que temos imensa energia, vontade de fazer tudo e mais alguma coisa, conquistar o mundo e levar tudo à nossa frente. E também temos os momentos em que duvidamos. Momentos em que parece não haver energia… Toda a gente sente isso.

 

*No entanto: há pessoas que sentem esta falta de energia constantemente. Falta de vontade de viver. Se és uma dessas pessoas, por favor procura um profissional especializado. A depressão não é uma brincadeira e há pessoas que te podem ajudar. Por favor dá esse primeiro passo e pede ajuda!*

 

Eu estou a falar de quem tem estes ciclos: está tudo bem, tudo óptimo, e de um momento para o outro: puff! Já não quero saber, já não tenho interesse…

Eu tenho desses ciclos. E sempre que me apercebo que estou a entrar na parte mais em baixo, fico irritada. O que, digo-te já, só piora a situação toda!

Já ando nisto de: “ser EU de forma consciente” há alguns anos, e tenho aprendido algumas coisas interessantes: Tenho reparado que depois de uma fase destas, mudo algo grande em mim. Vou dar-te um exemplo: há quase 6 anos que tenho a Palmier e, com muitos altos e baixos, é sempre nos baixos que percebo que tenho de mudar algo para ser melhor. Ou ser melhor na divulgação, na forma como trabalho, no conteúdo que divulgo, etc. E essas são só as mudanças visíveis, porque internamente, para cada uma dessas mudanças, eu tive de crescer por dentro.

 

Bottom line is: vamos sempre abaixo ganhar impulso para subir mais um bocado.

Por isso deixo-te o vídeo com as 3 etapas do processo pela qual eu passo sempre que me apercebo que estou a entrar numa das fases mais “em baixo”.

PS:  Isto é o que o funciona comigo. Partilho-o contigo por 2 razões:

  1. Para teres a certeza que não és a única a passar por isto.
  2. Para te inspirar a encontrares o teu próprio método. A tua própria forma de viveres o sentimento e de entrares em acção. Serão sempre diferentes da minha e está tudo tudo bem. Aqui não há certos nem errados! 😉

Espero que este post/vídeo te tenha ajudado!

Agora gostava de saber a tua opinião aqui nos comentários: há algum destes pontos que estavas a saltar? O que vais tentar de diferente da próxima vez que te aperceberes que estás  a entrar num fase “mais em baixo”?

Um beijo grande,

Sara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *