Desabafo

Sabes que mais? Isto é um blog e vou usá-lo para o primeiro objectivo que os blogs foram criados: desabafar. 

 

Desde o início do ano que não tens tido muitas notícias minhas. Não porque não tenho coisas para partilhar contigo (a minha cabeça anda a 300 à hora!) mas porque me sinto “desconectada”, “desligada” e sem vontade de fazer mais do mesmo.

Estou numa fase da vida em que estou a questionar muita coisa (juro-te, é irritante que se farta!). E a principal coisa que tenho questionado é a Palmier.  Se me segues há algum tempo se calhar estás a fazer a mesma cara que os meus amigos: “What?! Tas parva? Como assim questionar a Palmier… Tu és a Palmier”. 

Foto: Sílvia Ferreira Photography

Vou-te confessar uma coisa sobre mim: tenho pavor (pa-vor!) de viver uma vida superficial e baseada em limites que eu me auto-impus sem razão ou verdade.  PAVOR. Há quem tenha medo de aranhas, cobras, de morrer… Eu tenho medo disto. É como se passasse a ser uma morta-viva.

E é de certeza por isso, que sou tão viciada em desenvolvimento pessoal. Em técnicas de programação neuro-linguística, diferentes formas de fazer coaching, eneagrama das personalidades etc. Tudo o que me faça compreender porque reajo e como posso passar a agir.

E a Palmier estava a entrar numa fase… Meh. Apesar dos números estarem a subir, o meu envolvimento estava a descer.

E, honestamente, para estar a trabalhar horas e horas a fio sem gozo: não vale a pena.  Ainda forcei mais um pouco (quem nunca esteve numa situação em que já está farto, já deu o que tinha a dar e mesmo assim ainda foi espetar o dedo na ferida um bocadinho mais fundo que atire a primeira pedra. :S) e há 2 semanas falhei com as minhas pessoas da Elite Palmier.

Prometi-lhes uma coisa e não entreguei.

 

No meio da raiva, desilusão e frustração comigo mesma, percebi: assim não dá mais. É altura de sair do piloto automático e fazer mudanças a sério.

Eu sou uma sortuda e estou felizmente rodeada de pessoas que me querem bem e conseguem ver além das capas que uso (e que toda a gente usa). Por isso… Estou decidida, e em paz comigo mesma: vou fazer mudanças. Não sei se vão resultar, mas vou fazê-las, vou arriscar.

Não te prometo que gostes de todas.  Prometo-te no entanto, que vou ser ainda mais eu. Menos capas, mais coragem e mais uns erros para acrescentar interesse à minha história. xD 🙂

 

Ficas por aí?

Foto: Sílvia Ferreira Photography

 

 

5 comentários Adicione o seu

  1. Dalila diz:

    Boa Sara, sem capas. É tempo de renascer. Deixar morrer o que não serve e abraçar o novo. Beijinhos

    1. 🙂 Obrigada querida Dalila! :)**** 😀

  2. Papinha diz:

    Bora lá Sara 💪 vai com tudo 💚 ficamos aguardar as novidades 💚

  3. Maria João diz:

    Orgulho em ti miúda … bem vinda de novo ao comando da tua vida! 💙😘 e tal como dizes tens imensa gente que te adora (onde me incluo 😀) e estamos todas a apoiar te naquilo que achares ser o melhor para ti… para seres mais tu mesma… o mais possível 😍🤗

  4. Carolina Figueiras diz:

    Hell yeah 😁
    Dá-lhe, Sarinha! Estarei sempre aqui para te apoiar 😙

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *